Paredes em DRYWALL na Zona Sul SP

Gesso na zona sul. Executamos serviços de:

FORROS em gesso:

• Gesso Acartonado
• Plaquinha (60 x 60 cm)

Forro Plaquinha 60 x 60

Informações Gerais: Constituído de placas de Gesso 60 x 60 cm unidas através de encaixe “macho e fêmea” e massa de gesso com sizal posicionada nos quatro cantos de cada placa. Placas suspensas através de tirantes de arame galvanizado nº 18 fixados no teto, laje de concreto, através de pinos de aço. Permite a instalação de luminárias, difusores de ar condicionado, som, spots e sprinklers. Adaptável a qualquer forma de arquitetura, Forro horizontal combinado com sancas, molduras e filetes de gesso.
Utilizações: Recomendado para pequenos vãos ou ambientes, principalmente para construções residenciais.
Vantagens: Superfície lisa, sem juntas e aceita qualquer tipo de pintura.

Forro Acartonado

Informações Gerais: Constituído de placas de Gesso Acartonado parafusadas sob perfilados metálicos galvanizados longitudinais , com espaçamento variável em função do aumento de espaço entre os pendurais reguladores, que através de tirantes de arame galvanizado nº 10 sustentam o Forro. Permite a instalação de luminárias, difusores de ar condicionado, spots, som e sprinklers. Adaptável a todas as formas de arquitetura, Forros horizontais ou inclinados com sancas trabalhadas, forros com relevos ou arcos.
Utilizações: Construções novas e reformas, residências, escritórios, hospitais, flats, hotéis, lojas, recomendado principalmente para grandes vãos com grande número de aberturas para luminárias, pode ser utilizado como Forro isolante térmico e acústico com a incorporação de lã mineral.
Vantagens:

1. Qualidade estética: Superfície lisa e sem juntas, aceita qualquer tipo de pintura ou revestimento, não trinca.

2. Altas performances de resistência ao fogo, isolamento térmico e acústico.

3. Pode ser montado sob laje de concreto, estrutura metálica e de madeira.

DIVISÓRIAS em Gesso:

Gesso Acartonado Dry Wall

Divisória com Gesso Acartonado (Dry Wall)

Informações Gerais: Constituída por estrutura de guias e montantes de 70 mm de espessura, espaçada a cada 60 cm com placas de Gesso Acartonado parafusadas de cada lado e com as juntas acabadas com fita telada e massa de gesso para não haver trincas. Permite a instalação de portas, janelas, vitrôs e difusores de ar condicionado. Adaptável a todas as formas de arquitetura.

Utilizações: Construções novas e reformas, residências, escritórios, hospitais, flats, lojas, pode ser Utilizado como divisória isolante térmico e acústico com a incorporação de lã mineral.

Vantagens:

1. Qualidade estética: Superfície lisa e sem juntas, aceita qualquer tipo de pintura ou revestimento, não trinca.

2. Altas performances de resistência ao fogo, isolamento térmico e acústico.

3. Pode ser montada sobre qualquer superfície.

4. Montagem rápida e prática.

5. Ideal para locais com estruturas mais frágeis. (Porque é muito mais leve de que parede de alvenaria comum).

ISOLANTES ACÚSTICOS

LÃ DE ROCHA:

Informações Gerais:

Constituído pela montagem utilizando-se placas de materiais específicos e padronizados dimensionalmente, Apoiadas em perfis metálicos produzidos em aço galvanizado pintura epóxi-pó ou alumínio. Os perfis são montados pelo sistema de simples encaixe ou através de presilhas específicas para cada tipo de perfil. A disposição de montagens dos perfis forma uma estrutura modular compatível com o tamanho das placas possibilitando a colocação remoção das mesmas a qualquer momento. A estrutura modular construída a partir dos perfis, sustenta o Forro mediante pendurais reguladores de nível e tirantes de arame galvanizado fixados na cobertura ou teto existente.

Dimensões Modulares das Placas: 625 x 1250 mm

Composição:

Painel rígido de Lã de Rocha Basáltica, revestido em sua face visível com um filme de PVC, artisticamente texturizado.

Características:

Absorvem mais som do que os painéis de Lã de Vidro, possui bom desempenho térmico, inibe a propagação de chamas, reflexão de luz da ordem de 80%. Indicado para ambientes que exigem qualidades de acústica.

REVESTIMENTOS

REVESTIMENTO DE PAREDES / APLICADO SOBRE ALVENARIA ELIMINA O CHAPISCO, E REBOCO E A MASSA CORRIDA, REDUZ CUSTOS E PRAZOS DA OBRA.

Revestimento com gesso liso

Informações Gerais:

Massa de gesso aplicado diretamente sobre alvenaria.

Utilizações:

Construções novas e reformas, residências, escritórios, Hospitais, flats, hotéis, lojas.

Vantagens:

1. Qualidade estética: Superfície lisa e sem juntas, aceita qualquer tipo de pintura ou revestimento.

2. Rapidez na aplicação.

3. Reduz custos e prazos da obra.

4. Elimina o chapisco e reboco.

DECORAÇÃO EM GESSO

Molduras

As molduras de gesso apresentam a elegância, sofisticação, beleza e qualidade técnica. Produtos com design consagrado mundialmente que valorizam qualquer projeto de decoração para construções novas ou reformas.

Produzidos com gesso, um material que alia resistência à beleza, eles substituem o poliuretano e o isopor com grandes vantagens, recebendo qualquer tipo de tinta ou verniz.

A versatilidade do material dá asas à imaginação sendo comum desenvolvermos modelos especiais, sob encomenda, de acordo com a vontade e necessidade de cada cliente.

Nossos produtos podem ser utilizados nas mais variadas aplicações, como por exemplo, molduras de Espelho, sancas de iluminação, paredes e tetos, portas, janelas, roda-meio, etc.

Algumas características próprias
Montagem rápida com excelente adesão.
Artefato de gesso possui mais de 300 modelos.
Executamos quaisquer projetos.
Além de embelezar o ambiente, forros e molduras, escondem fios, lâmpadas e cortinas.
Ambas são moldadas artesanalmente.

SANCAS ABERTAS

É o conjunto de serviços que compõe de molduras em gesso a partir de 12 cm de largura, que são aplicadas nas paredes, tendo ou não afastamento na horizontal e afastada da laje aproximadamente 10cm onde será colocado lâmpadas fluorescentes para iluminação indireta.

SANCAS FECHADAS

É o conjunto de serviços que compõe de molduras em gesso a partir de 12 cm de largura, que são aplicadas nas paredes, tendo ou não afastamento na horizontal onde às molduras são coladas na laje.

DRYWALL

Com drywall, é mais fácil construir, manter e reformar

 

O consumidor não familiarizado com o drywall, o sistema construtivo que está substituindo as paredes internas de tijolos ou blocos nos edifícios mais modernos, não imagina como essa tecnologia tornou tudo mais fácil. Construir, reformar e efetuar serviços de manutenção é simples, rápido e limpo com drywall, além de apresentar uma qualidade de acabamento muito superior. É por isso que esse sistema, que chegou ao Brasil há apenas dez anos e é usado também em forros e revestimentos, é o preferido há mais de um século nos Estados Unidos e há mais de 70 anos na Europa.

O drywall é um sistema de montagem construtiva, bem mais avançado do que a construção tradicional que todos conhecemos, que é demorada, gera grande quantidade de desperdícios e entulho e é predominantemente artesanal, exigindo grande habilidade principalmente dos pedreiros. Para compreender melhor o drywall, leia o box “Entenda o sistema ”.

Vantagens

Rapidez – A construção com drywall é muito mais rápida. Por isso, é o sistema ideal na hora de reformar ou ampliar. Por exemplo: em um apartamento, um novo dormitório pode ser construído em apenas dois dias, incluídas nesse prazo não só as paredes, mas todas as instalações, a porta e a pintura. Outro exemplo: a eliminação de um dormitório e a ampliação de uma sala é feita com a mesma rapidez e com o mínimo de sujeira.

Manutenção fácil – Se surgir um vazamento de água em uma parede de alvenaria, o remédio é quebrá-la com uma talhadeira e uma marreta e achar o ponto do cano que precisa ser reparado. Quem já passou por essa experiência sabe o tempo que demora e o transtorno que causa em termos de barulho e sujeira. Com drywall, a solução é muito simples: localizado o ponto com vazamento, recorta-se uma “janela” na parede com um serrote de ponta, faz-se o conserto da tubulação e, em seguida, utiliza-se o pedaço de chapa recortado para fechar a abertura. Para completar, faz-se o acabamento das bordas do recorte com massa especial para tratamento de juntas.

Entenda o sistema

O que é drywall – Drywall é uma expressão em inglês que significa “parede seca”, ou seja, que não necessita de argamassa para a sua construção, como ocorre com a alvenaria. A parede drywall é composta por uma estrutura rígida formada por perfis, nos quais são parafusadas as chapas de gesso especiais para esse sistema.

Paredes para diferentes finalidades – Dependendo da sua finalidade, a parede pode ser montada com perfis mais largos, receber mais de uma chapa de cada lado e ainda ser complementada com lã de vidro ou lã mineral no seu interior, para melhorar o seu isolamento acústico ou térmico. Além disso, os perfis já saem de fábrica com perfurações para permitir a passagem de fios, tubulações, etc.

Para cada uso, um tipo de chapa – As chapas também variam segundo a necessidade. Existem chapas para uso geral, resistentes à umidade, resistentes ao fogo, de alta dureza, acústicas e ainda flexíveis, que permitem a obtenção de superfícies curvas.

Acabamento – Depois de prontas, podem receber qualquer tipo de acabamento.

Forros e revestimentos – O sistema drywall também é usado em forros, em substituição às tradicionais plaquetas de gesso, e em revestimentos de paredes, colunas, vigas, caixas de escadas, etc.

ACABAMENTOS

Como proceder na correção de fissuras no tratamento das juntas?
As trincas podem surgir em função da má execução das juntas ou em decorrência da movimentação da estrutura do edifício (variações térmicas ou mecânicas). Quanto à ação corretiva trata-se de um processo cuidadoso de remoção da junta existente (massa seca e fita). Remover o máximo possível desses elementos, sem comprometer o cartão que reveste a placa de gesso. Após este processo, efetuar o processo de tratamento das juntas. Após secagem lixar e repintar.
OBS. Fissuras podem ocorrer, sobretudo, pelo uso de gesso em pó no tratamento das juntas.

O que é tratamento de juntas?
As juntas entre placas são parte integrante de uma instalação em drywall. Portanto, o tratamento é a maneira que se realiza uma junta. Elas devem ser consistentes para assegurar ao longo da vida útil do edifício a continuidade mecânica entre as placas, como uma superfície única e sem fissuras. Elas contribuem também para uma melhor proteção ao fogo e para o isolamento acústico.

Quais os cuidados necessários ao aplicar cerâmica sobre uma placa de gesso?
Os procedimentos são os mesmos utilizados na aplicação de revestimento cerâmico em alvenarias convencionais, salvo a utilização de argamassas de assentamento flexível normalmente utilizado para áreas externas.

Quais os cuidados necessários ao aplicar laminado melamínico sobre uma placa de gesso?
É necessário redobrar a atenção com o nivelamento das juntas, reduzindo o espaçamento dos montantes para 400mm (no máximo) e não utilizar laminados com espessura inferior a 1,2mm.

Quais os tipos de acabamentos que podem ser efetuados sobre uma superfície em placa de gesso?
Tomando os cuidados necessários, todos os tipos de acabamento são compatíveis com as placas: pintura, azulejo, fórmica, mármore, madeira, laminados melamínicos, etc.

Qual o melhor procedimento para aplicação de pintura sobre as placas de gesso?
A pintura, em geral, é a última fase da execução de uma superfície com placas de gesso acartonado. Portanto, é ela que define a aparência final da superfície e se mal executada pode comprometer o resultado. Assim:

A – Verificar as condições da obra. Todas as juntas devem estar emassadas e as massas totalmente secas. Procede-se então ao lixamento, somente das áreas emassadas que são: as juntas de rebaixo, juntas de topo, juntas de contorno e cabeças dos parafusos, com lixas de grana 120 e 180 respectivamente, eliminando todas as rebarbas e todos os ressaltos ou ondulações salientes.
Este lixamento deve ser executado com a lixa sobre um taco de madeira formando uma superfície plana de lixamento ao invés dos dedos das mãos cujas superfícies ficam irregulares. Não executar a pintura direta sobre a superfície rejuntada sem antes executar o lixamento acima.

B – Após eliminar as saliências, procede-se ao emassamento com massa corrida à base de PVA, em toda a superfície com passadas extensas.
Essa massa deve cobrir qualquer ondulação reentrante e ao mesmo tempo igualar a superfície do cartão e das massas, uniformizando a textura e a cor dos dois elementos.

C – Após a secagem lixa-se a superfície total fazendo uma nova correção de eventuais defeitos.

D – Sempre a cada novo emassamento e secagem, novo lixamento.

E – A superfície está pronta para receber a pintura (látex, acrílico, etc.).
Normalmente com duas demãos de tinta, conclui-se o trabalho. Esta operação vai depender do poder de recobrimento da tinta utilizada.

Obs.: Tintas ou massas texturizadas só devem ser aplicadas diretamente sobre
a superfície rejuntada (sem massa corrida), após teste em loco.

FORROS monolíticos em drywall

Como é feito o encontro do forro monolítico em gesso com as paredes?
Pode-se realizar o simples enfitamento e emassamento da junta, quando os materiais de acabamento da parede e do forro forem compatíveis. Caso contrário ou caso deseje-se um friso entre a parede e o forro , perfis metálicos apropriados podem realizar a função de “tabica” (nome comum deste friso).

Como realizar o retorno do ar-condicionado nos forros monolíticos de gesso?
Tabicas metálicas perfuradas aplicadas no contorno do forro possibilitam o retorno do ar-condicionado.

É possível instalar luminárias nos forros de gesso?
Aberturas em geral são possíveis de serem executadas. Porém, no caso das luminárias ou de qualquer outro elemento a ser instalado do nível do forro , é indispensável que este equipamento tenha sua fixação própria efetuada na laje ou em outra estrutura. Portanto, jamais instalar luminárias na estrutura do forro que foi projetado somente para sua própria sustentação.

Os forros em gesso podem atender a necessidade de formas curvas ou de abóbadas?
Sim. Providenciando uma estrutura corretamente calandrada (encurvada) e cortes específicos nas placas, é possível a execução de curvas com raio mínimo de 1,20m.

Qual a aparência dos forros em gesso?
Os forros monolíticos têm a aparência de uma laje plana.

Qual a distância mínima que o forro pode ser instalado em relação à laje? E a máxima?
O plenum mínimo para montagem com o sistema convencional é de 15 cm. Utilizando o sistema corretamente e tirantes de qualidade, praticamente não existe um limite para a distância máxima.

Qual é, em média, o peso por metro quadrado dos forros em gesso?
O peso médio por metro quadrado é de 12 kg.

Forros removíveis em gesso

Como pode ser limpo o forro removível de gesso?

O forro pode ser limpo com escova de pelos macios e suaves ou pano úmido com detergente neutro.

O que é um forro removível de gesso?

É um forro formado por placas composta por um núcleo de gesso natural e aditivos, revestida com duas lâminas de cartão duplex. O acabamento da superfície aparente pode ser em pintura vinílica à base de látex garantindo uma superfície altamente reflexiva ou revestido com película de PVC, variando textura, perfuração, fissura e borda.

Os forros removíveis em gesso Casoprano Casoforte® podem ser pintados?

Sim, desde que utilizado rolo de lã ou espuma, para não fechar as perfurações e fissuras das placas, perdendo assim as características acústicas.

Os forros removíveis em gesso podem ser instalados abaixo de coberturas metálicas ou de fibrocimento? O que é recomendado?

Não recomendamos a aplicação dos forros diretamente abaixo de coberturas metálicas ou fibrocimento sem isolamento térmico ou com ventilação prevista, justamente para não ocorrer a deformação do forro devido alterações de temperaturas emitidas pela cobertura.

Os forros removíveis em gesso podem ser pintados?

Sim, desde que utilizado rolo de lã ou espuma, para não fechar as perfurações e fissuras das placas, perdendo assim as características acústicas.

Podem instalar os forros removíveis de gesso em áreas externas?

Não, a Placo não recomenda a utilização dos forros de gesso para áreas externas.

Qual o distanciamento dos pendurais para instalação de um forro Casoprano®?

Os pendurais devem ser instalados a cada 1,25m.Verificar corretamente o tipo de estrutura que deve ser necessário antes de começar a instalação.

Qual o distanciamento dos pendurais para instalação do forro Gyptone®?

Os pendurais devem ser instalados a cada 1,00 m. Verificar corretamente o tipo de estrutura que deve ser necessário antes de começar a instalação.

Paredes em drywall

As paredes em drywall são resistentes a impactos?

Sim. As paredes são testadas em laboratórios para a análise do comportamento sob a ação de esforços mecânicos. Os resultados garantem resistência aos choques e impactos de uso, atendendo a mesma Norma NBR 1313 para divisórias leves internas moduladas e a critérios do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas.

Como podem ser as paredes em drywall?

As paredes podem ser retas ou curvas, inclusive para áreas molhadas (banheiros, cozinhas, áreas de serviço, etc.), com possibilidade de instalações elétricas ou hidráulicas internamente. Com componentes internos, como lã mineral (lã de vidro ou lã de rocha), podem ter melhor performance térmica ou acústica.

É possível a instalação de portas em paredes de drywall?

Sim. Se o batente for fixado por parafusos, três reforços de madeira tratada devem ser inseridos nos montantes do requadro. Caso a fixação escolhida seja espuma de poliuretano basta dimensionar corretamente o vão para sua aplicação.

É possível a instalação de rede de descanso em paredes de drywall?

Sim. Utilizando dois perfis auxiliares com formato tubular para cada lado da rede, fixados adequadamente no piso e no teto e ligados por uma travessa horizontal soldada na altura da fixação da rede. Esta estrutura auxiliar fica embutida na parede com o gancho aparente.

É possível realizar reparos na instalação elétrica ou hidráulica de uma parede em drywall?

Sim. As instalações passam no espaço interno entre as placas de gesso e reparos podem ser facilmente realizados criando janelas de acesso, sem demolições completas das paredes ou inutilização de pisos. É uma operação relativamente simples sem muita sujeira e pouco entulho.

Paredes em drywall podem ser desmontadas e remontadas em outro lugar?

Com muito cuidado no desmonte, alguns perfis poderão ser reutilizados ao menos uma vez mais, porém o ideal é a instalação completa de um novo material.

Paredes em drywall podem ser instaladas sobre piso elevado?

Sim. Indica-se a utilização de banda acústica (fita de borracha) entre a guia inferior e o piso. Vale lembrar que as placas sobre as quais as paredes serão fixadas não mais serão passíveis de remoção para inspeção.

Paredes em drywall podem ser usadas como paredes externas?

Não. As paredes em drywall são recomendadas exclusivamente para uso interno.

Paredes em drywall proporcionam bom isolamento acústico?

Sim. O colchão de ar existente entre as placas de gesso amortece a transmissão de onda sonora. Por isso, o isolamento acústico é, no mínimo, igual ao de uma parede de tijolos. O isolamento acústico ainda pode ser ampliado introduzindo-se lã mineral (de vidro ou de rocha) no interior da parede.

Quais os procedimentos recomendados para fixação de cargas elevadas como um suporte de T.V., um microondas ou ainda um armário de cozinha?

Esses pontos devem receber reforços estruturais que podem ser em madeira (tratada) ou metálicos. É necessário abrir janelas entre os montantes para que os reforços possam ser fixados neles. Após o fechamento da abertura com o mesmo pedaço de placa retirado, procede-se o tratamento de juntas com fita e massa nas emendas das placas.

Qual a qualidade acústica das paredes em drywall?

A composição mais simples (uma placa + perfil + uma placa) tem seu isolamento acústico em 36dB, sendo que a simples utilização de uma lã mineral de 50mm de espessura no interior do sistema eleva esse índice para 42dB. A maior quantidade de placas na superfície da parede é diretamente proporcional ao seu índice de isolamento acústico, sendo utilizado até na divisão entre salas de cinema e espetáculos.

Qual é a composição básica de uma parede em drywall?

Basicamente uma parede pode ser composta por montantes metálicos verticais, encaixados em guias horizontais, no piso e no teto, onde são parafusadas as placas de gesso que receberão posteriormente o tratamento das juntas e o acabamento desejado.

Uma parede construída em drywall pode ser instalada sobre um piso acabado?

Sim. Neste caso é indicada a utilização de uma banda acústica (fita de borracha) entre a guia inferior e o piso.

Placas

As placas de gesso podem ser utilizadas em áreas externas ou como elemento de fachadas dos edifícios?

Não. As características das placas em gesso permite o seu uso somente para áreas exclusivamente internas.

As placas de gesso podem ser utilizadas em áreas úmidas?

Sim. Para estas áreas existem as placas Resistentes à Umidade (RU), produzidas especialmente para este tipo de aplicação. Possuem na composição do gesso, aditivos especiais que as tornam mais resistentes aos vapores e aos fungos resultantes da ação da umidade.
Para as áreas constantemente molhadas (ex. Box de chuveiros) é indispensável à impermeabilização. Deve ser realizado o tratamento da base da parede com rodapé de impermeabilização. Recomenda-se o uso de mantas asfálticas com 10 a 20 cm de altura ou a aplicação de uma junta elástica na junção da placa RU (Resistente à Umidade) com o piso, seguida de pintura cristalizante subindo mais ou menos 20 cm na parede.

O que é possível de ser construído utilizando placas de gesso?

A combinação das placas com os elementos estruturais e de acabamentos permite a construção de paredes, forros e revestimentos.

O que é uma placa de gesso?

É uma placa composta por um núcleo de gesso natural (CaSO4.2H2O) e aditivos, revestida com duas lâminas de cartão duplex, produzida industrialmente com um rigoroso controle de qualidade, para uso exclusivamente interno. O gesso proporciona a resistência à compressão e o cartão resistência à tração. A união destes dois elementos torna a placa muito resistente. Variam conforme tipo de placa, tipo de borda, espessura, dimensão e peso.

Quais as dimensões das placas de disponíveis no mercado?

Os fabricantes podem ter diferentes alternativas de dimensões. Porém normalmente têm-se:
– Para paredes: placas com 1,20m de largura e comprimentos variando de 1,80m até 3,00m.
– Para forros: as placas citadas acima além das com larguras de 0,60m e comprimentos de 2,00m e 2,50m.

Quais as espessuras das placas de disponíveis no mercado?

Placas Standard (ST): 8,0mm 9,5mm, 12,5mm e 15,0mm de espessura.
Placas Resistentes ao Fogo (RF): 9,5mm, 12,5mm e 15,0 mm de espessura.
Placas Resistentes à Umidade (RU): 9,5mm, 12,5mm e 15,0mm de espessura.

Quais os tipos de borda para as placas de gesso existente no mercado?

Estão disponíveis as placas com Borda Rebaixada para tratamento de juntas e as placas de Borda Quadrada para uso em forros removíveis e divisórias.

Quais os tipos de placas de gesso existentes no mercado?

Estão disponíveis no mercado as placas Standard (ST), destinadas para áreas secas; as placas Resistentes ao Fogo (RF) destinadas a áreas com exigências especiais de resistência ao fogo e, as placas Resistentes à Umidade (RU) destinadas a ambientes sujeitos à ação da umidade, por tempo limitado (de forma intermitente).

Revestimentos em drywall

Quais tipos de revestimentos podem ser executados em gesso?

-Revestimento colado: Representa o revestimento de menor espessura, onde as placas de gesso são coladas com massa adesiva sobre a superfície a ser revestida, recebendo posteriormente o tratamento das juntas e acabamentos desejados.

-Revestimento estruturado: É o revestimento com perfis metálicos próximos ou encostados a superfície a ser revestida, recobertos com as placas de gesso parafusadas e recebendo posteriormente o tratamento convencional de juntas e acabamento desejado. Esse revestimento possibilita tanto o resultado visual desejado para o revestimento quanto à inserção de instalações específicas ou de lã mineral para melhorias térmicas e acústicas.

Um revestimento em gesso pode solucionar o meu problema de barulho proveniente da edificação ao lado?

Considerar que todo o problema de isolamento acústico será solucionado somente por este sistema é um engano. Contudo, o som aéreo poderá ser parcialmente suavizado com um revestimento estruturado que contenha lã mineral no seu interior. Índices maiores de isolamento podem ser atingidos com composições mais específicas (mais camadas de placas, alterações na estrutura ou lãs minerais mais densas).

Sistemas construtivos em drywall

A casa fica bonita com drywall?

Claro. A beleza do ambiente dependerá do projeto de arquitetura e do seu toque pessoal. A qualidade do acabamento é igual ou até superior à de uma parede convencional, porém o sistema é mais racional e extremamente versátil para a manutenção e futuras reformas.

A manutenção é mais fácil em drywall ou em paredes de alvenaria?

Em drywall, pela própria natureza da tecnologia. As instalações elétricas e hidráulicas passam pelo interior das paredes, agilizando o acesso. Os reparos são facilmente executados, sem “quebra-quebra” da parede ou do piso.

A tecnologia drywall já é utilizada no Brasil?

Sim, há mais de 10 anos, pelas melhores construtoras, nos mais modernos empreendimentos residencias e comerciais.

Drywall é resistente?

Totalmente. As estruturas metálicas são fabricadas em aço galvanizado para garantir a resistência do drywall aos impactos normais do dia-a-dia. O sistema é testado em laboratórios dentro dos mais rígidos critérios, para que o drywall suporte, com toda segurança, portas, armários, estantes etc.

Drywall é superior à alvenaria na questão do conforto térmico?

Sim. As propriedades das placas de gesso contribuem para regular e estabilizar a temperatura. Dessa forma, o ambiente fica fresquinho no verão e quentinho no inverno.

Drywall oferece bom isolamento acústico?

Sim. Por isso, o sistema é utilizado nas melhores casas de shows, salas de concerto, cinemas etc. A proteção sonora de uma parede em drywall é no mínimo igual à de alvenaria. Mas o drywall ainda permite composição de duas ou mais placas de gesso com lã mineral, para atender às mais exigentes especificações de isolamento acústico.

Drywall oferece mais economia que a parede de alvenaria?

Sim, pelo uso mais racional do dinheiro. Com o projeto em mãos, você faz o orçamento e sabe exatamente o quanto vai investir, evitando gastos extras. A execução é rápida, limpa e realizada por profissionais especializados, sem desperdício nem custos com remoção de entulho.

Drywall permite fixação de armários, estantes, quadros e suportes de TV?

Sim. Todo tipo de objeto pode ser fixado em drywall. As lojas especializadas vendem buchas do tipo expansivas ou basculantes, que são ancoradas direto na placa. Cozinhas e outras áreas que exigem armários mais pesados ou suporte de TV devem ser especificadas no projeto, para que a estrutura do sistema seja reforçada.

Drywall pode receber pintura, azulejo, papel de parede ou outro tipo de revestimento?

Sim. Neste caso, o drywall funciona exatamente como uma parede convencional, com a vantagem de oferecer uma superfície lisa e já pronta para o acabamento.

Drywall pode ser utilizado em áreas úmidas como cozinha, banheiro e área de serviço?

Sim. Para essas áreas são especificadas as placas verdes, com proteção antifungo, resistentes à umidade. A impermeabilização deve seguir os procedimentos adotados como padrão para áreas úmidas em alvenaria.

É fácil personalizar um ambiente construído com drywall?

Sim, porque a praticidade é um dos maiores benefícios do drywall. Você pode ampliar a sala, construir o quarto do bebê, projetar o home theater, enfim, adaptar a casa de acordo com o seu momento de vida, com facilidade e economia.

O que é construção a seco?

Construção a seco é uma das terminologias utilizadas no mercado para denominar a construção em gesso. Trata-se de um processo industrializado na construção civil onde, a execução no canteiro de obra pouco ou quase nada utiliza de água, dando esta conotação de construção seca. Associa-se ao processo também o fato do canteiro ser mais limpo, com ausência da sujeira característica dos processos tradicionais, com muito barro, argamassa e entulho.

O que é Drywall?

Drywall é o sistema para cosntrução de paredes, forros e revestimentos mais utilizado na Europa e nos Estados Unidos. Por fora, parece uma parede de alvenaria. Por dentro, drywall é um show de tecnologia: combina estruturas de aço galvanizado com placas de gesso

Quais as vantagens para o construtor do sistema construtivo em drywall?
As vantagens para o construtor e/ou empreendedor devem ser analisadas sempre comparando o sistema com a alvenaria ou alternativas menos industrializadas. Apresentam:

– Redução do volume de material transportado, vertical e horizontalmente, na obra;
– Facilidade nas instalações hidráulicas e elétricas, evitando quebras em função dos vazios;
– Mínimo de desperdício e retrabalho;
– Flexibilidade nos lay outs;
– Economia com a mão de obra;
– Menor espessura de paredes e ganhos de área útil;
– Redução do peso da construção, tornando-a mais leve podendo ser otimizado os projetos estruturais;
– Redução do cronograma e dos custos financeiros da obra.

Quais as vantagens para o consumidor final do sistema construtivo em drywall?
As vantagens para consumidor final são:
– Possibilidade de reformas em poucas horas, sem movimentação de grandes volumes de materiais e mão de obra;
– Facilidade de manutenção nas instalações hidráulicas, elétricas e de repintura;
– Melhor desempenho acústico quando comparado com os sistemas tradicionais;
– Soluções para fixação de qualquer tipo de objeto nas paredes e forros.

Quando é possível utilizar um sistema construtivo em drywall?
O sistema pode ser utilizado em obras novas ou reformas e em qualquer tipo de uso: residencial, comercial, industrial, etc sempre em áreas internas.

A tecnologia do sistema permite o uso em:

Paredes: na substituição aos sistemas tradicionais como diversos tipos de alvenaria – tijolo comum, bloco de concreto, etc.

Forros: substituindo diversos materiais ou processos menos industrializados.

Revestimentos: como uma alternativa adicional para acabamentos de paredes brutas com possibilidades complementares.

Um imóvel construído com drywall é mais fácil de vender?
Sim. Além de todas as vantagens do sistema, a espessura das paredes em drywall é menor que a das paredes de alvenaria, ampliando a área útil do ambiente. E a mesma flexibilidade que você desfrutará em sua casa pode ser transferida para o futuro comprador do imóvel, garantindo mais liquidez ao investimento.

 

TEMOS PARCERIA COM A ARQPRO